quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Medalha da Rainha D. Amélia

A Medalha da Rainha D. Amélia foi criada a 23 de Dezembro de 1895 para comemorar duas campanhas específicas no Ultramar - Moçambique (1894-1895) e India (1895). Ambas as campanhas se revestiram no Portugal de então de forte popularidade, principalmente a de Moçambique, que resultou numa vitória sobre o Império de Gaza e sobre o seu soberano Gungunhana.
Com o crescente envolvimento português na pacificação do seu Império, a 6 de Junho de 1896, é decidido extender a medalha a novas campanhas ultramarinas. Cada medalha teria um reverso diferente, assim como a cor interior da fita.

A 11 de Dezembro de 1902, uma terceira alteração é feita, instituindo a medalha como de campanhas gerais, com fita, anverso e reverso iguais, mas colocando-se uma passadeira para cada nova campanha. Assim permanece até que é descontinuada aquando da instauração da República em 1910.
Tem na medalha Comemorativa das Campanhas do Exército Português a sua herdeira directa, em 1916, tendo sido autorizado que se colocasse as passadeiras ganhas antes de 1910.

DESENHO
Para a medalha após 1902, servindo como medalha geral de campanhas:
ANVERSO: Éfigie da Rainha D. Amélia;
REVERSO: Legenda "CAMPANHAS DO ULTRAMAR" , com vergontea à esquerda e em baixo.

BARRAS APROVADAS PARA ESTA MEDALHA

23/11/1895 [EXPEDIÇÃO A] MOÇAMBIQUE 1894-1895 (*)
23/11/1895 [EXPEDIÇÃO À] INDIA 1895 (*)
28/8/1897 [EXPEDIÇÃO CONTRA OS] NAMARRÃES 1896 (*)
4/11/1897 [EXPEDIÇÃO À] INDIA 1896 (*)
8/11/1897 [CAMPANHA DE] TIMOR 1896 (*)
14/12/1897 [OPERAÇÕES EM] GAZA 1896 (*)
31/12/1897 [GUERRA DE] TIMOR 1895 (*)
19/1/1899 [CAMPANHA DO] HUMBE 1898 (*)
19/7/1901 [GUERRA DE] TIMOR 1900 (*)
ZAMBEZIA 1897 (**)
ZAMBEZIA 1898 (**)
NYASSA 1899 (**)
11/12/1902 OIO 1902
11/12/1902 BAILUNDO 1902
11/12/1902 BARUÉ 1902
SELLES 1902-1903
MULONDO 1905
CUAMATO 1907
DEMBOS 1907
DEMBOS 1907-1908
GUINÉ 1908

(*) - Medalha comemorativa própria antes de 1902;
(**) - Provavelmente com medalha comemorativa própria antes de 1902.